retratos do centro de portugal

entroncamento, a cidade ferroviária

Falar do Entroncamento e não falar de comboios é pior que estar no meio do Oceano Atlântico e não falar de água. É obrigatório, é essencial, é a história da génese e presente deste lugar.

A estação de comboios do Entroncamento nasceu em 1862. O território “Entroncamento” só foi criado em 1926. Até lá era apenas um lugar conhecido como Ponte de Pedra e ligado aos concelhos de V.N. Barquinha e Torres Novas. Ou seja, primeiro nasceu a estação e depois o Entroncamento. E até o nome está relacionado com a ferrovia. Pois naquela estação, a da Ponte da Pedra, encontravam-se a Linha do Norte e a Linha da Beira Baixa. Sem qualquer aferição histórica, vejo o Entroncamento como um enorme descampado numa era pós 1862. Mas pela centralidade da estação e todo o seu processo de crescimento, ganhou a sua importância e hoje não acredito que exista pessoa adulta, em Portugal, que não tenha passado ou ouvido falar no Entroncamento.

Para mim, que vivo a 25km do Entroncamento, é uma relação de proximidade absoluta. Amanhã vou de comboio para Lisboa. Onde vou apanhar o comboio? No Entroncamento.  Movimento rotineiro.

2019

Esta história pertence ao projeto Retratos do Centro de Portugal. 365 retratos, 365 pequenas histórias, sobre o que faz da região Centro de Portugal um lugar diferente. Podem consultar todos os retratos aqui.

HISTÓRIAS RELACIONADAS

HISTÓRIAS RELACIONADAS

FONTES

CAMBAS

AGROAL

facebook  /  instagram

O Meu Escritório é lá Fora!, todos os direitos reservados © 2020

Share This